Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Mamã e a Xiquita

O blog que olha para a maternidade sem grandes filtros.

A Mamã e a Xiquita

O blog que olha para a maternidade sem grandes filtros.

03
Jun17

Segundo filho, já?

A Mamã

20170202_095301.jpg

Alguém por aí com filhos com menos de 3 anos de diferença?

Alguém que me ajude, que me tire este medo que tenho...
 
Sim meninas é verdade eu e o pai da Xiquita estamos a pensar dar-lhe um irmãozinho/a. 
Mas querem saber? Estou CHEIA de medo. 
Quando a Francisca nasceu tive logo vontade de ser mãe novamente. Na consulta de revisão do parto, a obstetra até comentou comigo que para o próximo cortava pelo picotado  (cicatriz da cesariana). 😊
Na altura o João  (pai da Francisca) não queria mais filhos, disse-me prontamente que um chegava. Comentei isso com a médica, ao qual ela me responde: 
 
"Oh mulher, não é ele que manda, engravidas chegas ao pé dele e dizes, olha daqui a 9 meses vou ser mãe contigo ou sem "tigo"."
 
Achei um piadão, tenho a melhor obstetra de todos os tempos! (atenção que a Dra. disse isto a brincar, não vão as más línguas começar já a comentar que não pode ser assim e que tem se ser uma decisão a dois, e etc).
Entretanto o tempo foi passando e nunca mais se tocou no assunto de outro filho!
 
Qual não é o meu espanto quando no início deste ano, o meu mais que tudo, me diz que quer dar um mano/a à Xiquita. Não imaginam o quão feliz fiquei!! Era tudo o que eu queria.
Acho que ter um irmão/irmã vai fazer muito bem à Francisca. Vai aprender a ter de dividir a atenção, os brinquedos, e principalmente vai ganhar um amor para a vida. Alguém que a vai acompanhar e vice versa, mesmo quando eu e o pai já não estivermos cá para ver.
 
Resolvido o problema do João não querer mais filhos, surge agora o VERDADEIRO PROBLEMA!
EU!
É verdade, eu quero muito voltar a ser mãe, mas... há sempre um mas...
Tenho medo! 
Medo de quê?
Medo de ter outro filho com tão pouca diferença de idades.
Medo de "negligenciar" o amor pela Francisca.
Medo de ter de lhe tirar a atenção a que ela está habituada.
Medo que ela sinta a minha falta.
Medo que ela ache que a "troquei".
Será que vou conseguir amar tanto outro ser como amo esta pirralha?
 
Vá podem chamar-me palerma, eu sei que são medos que não fazem sentido, mas eu sinto-os!
 
Mães de dois:
Ajudem-me...
Foi difícil?
A rotina com dois bebés como é?
Como descansaram?
As noites?
Os passeios com dois?
 
Ai ai...
Vou continuar a meditar sobre o assunto...
 
Um beijinho cheio de MEDO!

 

8 comentários

Comentar post