Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Mamã e a Xiquita

O blog que olha para a maternidade sem grandes filtros.

A Mamã e a Xiquita

O blog que olha para a maternidade sem grandes filtros.

03
Jul17

Ensinar solidariedade

A Mamã

20170703_132832.jpg

Se há uma coisa que quero muito ensinar à Xiquita, é a ser solidária e a ajudar quem mais precisa.

Sim eu sei que ela ainda é muito pequenina, mas nada como começar cedo.
 
Desde cedo que comecei a juntar a roupa que já não usa e os brinquedos a que ela já não liga para irmos dar a outros meninos e meninas.
As primeiras vezes ela não achava grande piada a ver os brinquedos ir embora.
Mas agora já não se importa nadinha! E é a própria a agarrar neles e dá-los. 
 
E como não é só a Francisca que tem de ser solidária, este fim de semana foi o dia de os pais darem o exemplo.
 
Aquando da tragédia que assolou Pedrógão, passou num telejornal, uma reportagem de um senhor que tinha uma serração, um senhor, que durante toda a vida, não teve um dia de férias.
Durante toda a vida trabalhou para conseguir ter alguma coisa. E agora de repente, perdeu tudo!
O fogo levou-lhe camiões, máquinas, barracões, tudo!
 
Então este fim de semana pusemo-nos a caminho de Castanheira de Pêra, para vermos o que poderíamos fazer para ajudar.
Encontrámos senhor no que resta da serração, com uma ar desolado a olhar para tudo aquilo...
Não havia muito a fazer, então decidimos ajudar monetariamente.
O Sr. Tomás de início não queria aceitar, mas com a nossa insistência acabou por ficar com o dinheiro. 
E ficou a promessa de quando aquilo estiver novamente de pé, lá irmos almoçar!
 Se há uma coisa que me surpreendeu naquele homem, foi a força de vontade que tem para erguer novamente o negócio, pois como ele próprio disse, cerca de 40 famílias dependem dele para poderem trabalhar.
 
Muitas de vocês provavelmente estão a peguntar porque fomos ajudar esse senhor, e não outras pessoas que provavelmente necessitam mais...
 
Antes de nos fazermos à estrada também pensámos nisso.
Mas com toda a certeza que quem mais precisa vai ter bastantes ajudas.
Este senhor como até tem algum, ninguém se vai lembrar dele!
Foi isso que nos fez "escolher" este para ajudar!
(Quem nos dera a nós poder ajudar todos).
 
Mal chegámos a Pedrógão, isso confirmou-se, nas casas mais "pobres" víamos voluntários a trabalhar, a ajudar, a distribuir comida e roupa, a darem o seu máximo para poderem fazer aquelas gentes um bocadinho mais felizes no meio de tamanha tragédia!
 
Mas na serração não, não havia ninguém...
Só o senhor Tomás, com o olhar parado sobre as carcaças dos seus camiões e máquinas.
Eu percebo que os voluntários infelizmente não conseguem chegar a todo o lado, já muito fazem eles, mas isto foi só para vos explicar o porquê de termos "escolhido" aquele homem!
 
Viemos para casa com a carteira mais vazia, mas com o coração cheio!
E se queremos uma filha solidária, tem de começar por nós, o dar o exemplo!
 

20170703_133030.jpg

20170703_133046.jpg

20170703_133113.jpg

 

20170703_133135.jpg

20170703_133209.jpg