Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Mamã e a Xiquita

O blog que olha para a maternidade sem grandes filtros.

A Mamã e a Xiquita

O blog que olha para a maternidade sem grandes filtros.

03
Jun17

Voltar a trabalhar?

A Mamã

FB_IMG_1496446801505.jpg

 

Como todas sabem, quando a Xiquita nasceu, optei por ser mãe a tempo inteiro. Felizmente pude-me dar a esse luxo.

Trabalhava como maquilhadora, e fazia extensões de pestanas, deixei tudo para criar o melhor projeto da minha vida, a Francisca!
Se me arrependo? Não! Foi a melhor decisão que tomei. Poder acompanhar a minha filha em todos os Passos e descobertas, não há nada neste mundo que pague.
 
Mas... tudo tem o lado mau. É verdade!
Estou a ficar farta de não fazer nada. Sinto falta de actividade. De voltar a trabalhar, de me sentir activa.
Estou a pensar seriamente voltar pelo menos às pestanas!
Só que ao mesmo tempo não quero colocar já, a Francisca num infantário.
 
Então acho me vou decidir por abrir um espaço meu de extensão de pestanas.
Um espaço onde possa ter a minha filha comigo ao mesmo tempo que trabalho.
Assim será um dois em um!
 
Mas... (outro mas).
Serei capaz de desempenhar os dois papéis em conjunto?
Pois... Não sei!
Mas estou disposta a tentar.
 
Vou-vos dando noticias sobre este assunto.
Se quiserem espreitem alguns trabalhos meus na minha página do facebook: Ana Sofia Beauty
 
E digam -me lá se tenho jeito para a "coisa" ou não!
 
03
Jun17

Socorro! O primeiro dói dói.

A Mamã

20170523_215406.jpg

Até me dói só de pensar nisto outra vez.

A Francisca começou a andar com 13 meses, e agora com 19 anda a aprender a correr. E eu a aprender a aguentar o coração de todas as vezes que a vejo desequilibrar-se. 
 
E claro um dia tinha de ser, tinha de ir ao chão e magoar-se a sério. 
Foi a semana passada!
 
Todos os dias, depois de jantar vamos os 3 fazer uma caminhada.
Nesse belo dia de calor a Francisca ia de calções e lá começou a treinar para a meia maratona.
 
Sabem, às vezes penso que sou vidente, olho para ela a correr e penso: "ela vai-se espatifar no meio do chão e desgraçar os joelhos..." 
Pois acreditem que não demorou 5 segundos e "catrapumba"!!! 
Porque é que eu fui pensar??? Só me apetecia bater em mim mesma!
 
Resultado:
Um joelho todo esfolado!!!
 
...vamos lá desinfetar e colocar betadine.
Lá a distraí a dizer que lhe ia pintar o joelho e ela a achar um piadão. 
 
Lindo lindo foi quando lhe coloquei um penso para não andar a raspar em todo lado, aí sim foi uma berraria, parecia que a estava a matar quando viu o penso no joelho!
Para a acalmar, coloquei um penso igual em mim e outro num boneco para ela ver que não fazia mal.
 
Pois olhem... teve o efeito contrário! Se já estava a chorar pior ficou! 
A choradeira foi de tal modo que tive mesmo de tirar o raio do penso!
 
Eu sei que foi o primeiro de muitos dói dóis, e sinceramente acho que me doeu mais a mim que a ela...
Nem quero pensar nos próximos que virão...
O meu coração de mãe até dói!
 
Ah... E não vos disse, a minha filha é uma querida, se lhe perguntarem como fez o dói dói, ela responde muito prontamente que foi a mãe!
 
Ainda bem que não estou em Inglaterra se não habilitava-me já a ficar sem ela!
 
 
 
Ps - como podem ver na foto achou tanta piada ao eu pintar-lhe o joelho com betadine que ela a seguir foi pinta-lo com uma marcador!
Mais desinfetado é impossivel!
😂😂😂
 
Por aí muitos sustos???

 

03
Jun17

Segundo filho, já?

A Mamã

20170202_095301.jpg

Alguém por aí com filhos com menos de 3 anos de diferença?

Alguém que me ajude, que me tire este medo que tenho...
 
Sim meninas é verdade eu e o pai da Xiquita estamos a pensar dar-lhe um irmãozinho/a. 
Mas querem saber? Estou CHEIA de medo. 
Quando a Francisca nasceu tive logo vontade de ser mãe novamente. Na consulta de revisão do parto, a obstetra até comentou comigo que para o próximo cortava pelo picotado  (cicatriz da cesariana). 😊
Na altura o João  (pai da Francisca) não queria mais filhos, disse-me prontamente que um chegava. Comentei isso com a médica, ao qual ela me responde: 
 
"Oh mulher, não é ele que manda, engravidas chegas ao pé dele e dizes, olha daqui a 9 meses vou ser mãe contigo ou sem "tigo"."
 
Achei um piadão, tenho a melhor obstetra de todos os tempos! (atenção que a Dra. disse isto a brincar, não vão as más línguas começar já a comentar que não pode ser assim e que tem se ser uma decisão a dois, e etc).
Entretanto o tempo foi passando e nunca mais se tocou no assunto de outro filho!
 
Qual não é o meu espanto quando no início deste ano, o meu mais que tudo, me diz que quer dar um mano/a à Xiquita. Não imaginam o quão feliz fiquei!! Era tudo o que eu queria.
Acho que ter um irmão/irmã vai fazer muito bem à Francisca. Vai aprender a ter de dividir a atenção, os brinquedos, e principalmente vai ganhar um amor para a vida. Alguém que a vai acompanhar e vice versa, mesmo quando eu e o pai já não estivermos cá para ver.
 
Resolvido o problema do João não querer mais filhos, surge agora o VERDADEIRO PROBLEMA!
EU!
É verdade, eu quero muito voltar a ser mãe, mas... há sempre um mas...
Tenho medo! 
Medo de quê?
Medo de ter outro filho com tão pouca diferença de idades.
Medo de "negligenciar" o amor pela Francisca.
Medo de ter de lhe tirar a atenção a que ela está habituada.
Medo que ela sinta a minha falta.
Medo que ela ache que a "troquei".
Será que vou conseguir amar tanto outro ser como amo esta pirralha?
 
Vá podem chamar-me palerma, eu sei que são medos que não fazem sentido, mas eu sinto-os!
 
Mães de dois:
Ajudem-me...
Foi difícil?
A rotina com dois bebés como é?
Como descansaram?
As noites?
Os passeios com dois?
 
Ai ai...
Vou continuar a meditar sobre o assunto...
 
Um beijinho cheio de MEDO!