Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Mamã e a Xiquita

O blog que olha para a maternidade sem grandes filtros.

A Mamã e a Xiquita

O blog que olha para a maternidade sem grandes filtros.

23
Out16

1 ANO

A Mamã

1-ano-e-suficiente.jpg

 

Hoje o post é para a Xiquita.

Desculpem, mas tem de ser!

1 ANO!!!

 

Sim meninas, a Xiquita completa hoje um ano de vida.

Parece que foi ontem que ouvi o choro dela pela primeira vez na maternidade e pensei: "Sou mãe..."

 

Foram 365 dias de muito amor, aprendi tanta coisa contigo minha filha.

Conheci um amor que eu já mais imaginava sentir, e hoje era impossível para mim viver sem ele.

 

Francisca, este ano foi tão importante...

Foi o ano em que nos conhecemos e aprendemos tanto uma com a outra.

Eu chorei por ti e contigo, acordei centenas de vezes durante a noite para te alimentar, para te trocar a fralda e até para brincar.

Contei-te historias, passeámos bastante, comprei-te peluches e bonecas, apresentei-te o mundo, contei-te segredos...

 

Parece que foi ontem que te tive pequenina nos meus braços...

 

Tornaste os meus dias mais longos e as minhas noites mais curtas, só para me fazeres ver o quanto a vida é preciosa!

 

Obrigada por me teres escolhido para tua mãe...

Obrigada por me fazeres feliz, completa, realizada. Por ti eu respiro, por ti eu vivo, eu acredito no futuro, eu sonho, eu dou a vida...

 

Amo-te minha filha!

Que este seja o primeiro de muitos anos juntas e felizes!!!! ❤

11
Out16

Quero que o pai da minha filha saiba...

A Mamã

20161011_232149.jpg

 

 

Olá 

Saudades vossas.

Andei desaparecida porque estive de férias fora do país e Internet é mentira por lá...

 E para marcar o meu regresso, venho-vos deixar um texto sobre o que eu gostava que o pai da minha filha soubesse.

Acho que isto pode ajudar os nossos maridos a entender os que nós mulheres sentimos depois de sermos mães. 

 

 

Deixo-vos então algumas coisas que eu gostaria que o pai dos meus filhos soubesse :

 

Que reconhecimento é importante (entregamo-nos e fazemos tudo por amor e por prazer, mas se os esforços forem reconhecidos, com certeza vamos ficar muito mais felizes).

 

Que eu sei que a vida dele mudou depois da chegada da Xiquita, a minha também mudou. Na verdade, eu mudei.

 

Que eu também sinto falta da vida de antes. Que eu também sinto falta da época que tínhamos tempo para namorar.

 

Que, a maior parte do tempo eu culpo-me por não ser a mãe qie sempre idealizei, mas que sem dúvida alguma estou ser a melhor mãe que eu posso.

 

Que, muitas vezes, devido a rotina, eu fico impaciente, e farta de estar em casa sem trabalhar. Por isso, perdoa-me quando eu não estiver nos meus melhores dias.

 

Que eu admiro os esforços dele. 

 

Que eu sei que trabalhar muito mais horas do que gostaria não é só uma escolha dele. E que eu sei o quanto isso também lhe custa.

 

Que nós dois, temos a tarefa mais importante que pode ser dada a alguém na vida, criar uma criança. E para isso, companheirismo é essencial.

 

E por último quero que ele saiba que se eu tivesse que fazer tudo de novo, faria exatamente igual.

Que ele continuaria a ser o escolhido para ser o pai dos meus filhos.