Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Mamã e a Xiquita

O blog que olha para a maternidade sem grandes filtros.

A Mamã e a Xiquita

O blog que olha para a maternidade sem grandes filtros.

27
Jul16

Os avós

A Mamã

20160727_214702.jpg

 Os avós

 

Antigamente lembro-me que olhávamos para os avós, como aqueles velhinhos de cabelo branco, que nos enchiam de mimos, e faziam as nossas delícias.

 

Hoje em dia sem dúvida que os avós continuam a fazer as delícias dos nossos filhotes. Mas com uma diferença, acho que hoje os avós estão mais presentes nas vidas dos netos, na educação, até vejam lá pelo Facebook nas partilhas de fotos ou de estados.

 

E quantas de nós não deixámos os nossos pequenos com os avós para descansarmos um pouco...

Na vida da Francisca os avós têm um papel bastante activo. Não, ela não fica com eles, pelo menos até agora ainda não tive coragem de a deixar a dormir uma noite longe de mim, há-de chegar o dia...

Mas eles fazem questão de estar muito presentes na vida dela, se não a vêem todos os dias, é só porque não podem, mas pelo menos ao telefone, todos os dias falam...

Ela lá lhes diz uns bla bla blas, que os deixa todos babados.

E não imaginam a felicidade dela quando os vê ou simplesmente os ouve. Abre um sorriso do tamanho do mundo, até os olhos brilham.

 

Eles fazem as delícias dela, é miminhos, brincadeiras, beijinhos, ensinam-lhe coisas novas enfim... E a mãe fica toda feliz a assistir a tamanha enchente de fofura!

 

É tão bom ver como os melhores pais do mundo, viraram os melhores avós do universo...

Adoro!

 

Um muito obrigada às avós e ao avô da Xiquita, por sem dúvida a fazerem uma menina muito mais feliz!

 

27
Jul16

Tempo passa devagar por favor

A Mamã

20160721_172115.jpg

 Pois é meninas, a Francisca começa agora a querer gatinhar. 

Eu tento ajudar e incentivar, mas...

Não sei se percebem, bate uma saudade de quando ela era aquela bebézinha de colo, que só dormia e mamava...

 

É delicioso vê-la a desenvolver-se, a fazer novas conquistas e aprender novas coisas, mas olho para trás e parece que foi ontem que nasceu...

 

O tempo voa...

E eu fico aqui de coração apertado a pensar que qualquer dia a minha bebé, já me corre a casa toda e deixa de querer o meu colinho tal como quer agora.

 

Vai deixar de ser bebé.

Vai tornar-se mais independente.

 

É um sentimento contraditório... ao mesmo tempo que adoro ver o seu crescimento, apetecia-me também parar o tempo, e aproveita-la assim deste tamanho só mais um bocadinho...

 

Quando a vejo a crescer, só me dá vontade de lhe dar um mano ou uma mana, para voltar a ter esta fase outra vez... 

Será que sou só eu?

Estarei a ficar maluca?

 

Oh tempo, vai lá um pouco mais devagar...

 

Quero aproveitar todas as fases dela, mas assim bem devagarinho...

Quero encha-la de mimo, de beijos, de apertões, para o dia em que for ela a dizer que já não quer, eu sentir que lhe dei todos os que queria dar...

 

Mas acho que nós mães nunca sentimos isso... para nós, vamos sempre achar que podíamos ter dado mais, não é?

Digam-me, sou só eu sei a sofrer deste mal?

 

Um beijo de coração apertado. ❤