Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Mamã e a Xiquita

O blog que olha para a maternidade sem grandes filtros.

A Mamã e a Xiquita

O blog que olha para a maternidade sem grandes filtros.

12
Jul16

Sociedade...

A Mamã

20160712_133132.jpg

 

Será que a nossa sociedade não vai evoluir?

Mesmo sabendo que é políticamente incorrecto criticar, acabamos sempre a ser preconceituosos.

 

Sou mãe como sabem. Talvez pela forma como me visto aparento ser mais nova do que aquilo que realmente sou. Não sou casada com o pai da Xiquita, e para juntar à festa, tenho tatuagens e um piercing.

O meu parto foi uma cesariana, e infelizmente não consegui amamentar.

 

Não sei se conseguem perceber os preconceitos que já sofri só pelo que vos disse no parágrafo acima.

 

Sinceramente ouço dizer que estamos a progredir, que a sociedade já aceita melhor as coisas, mas não vejo nada disso.

 

A sociedade ainda se incomoda com mulher que teve filhos sem ser casada.

A sociedade ainda acha que as tatuagens influenciam o carácter de uma pessoa. E que a impedem de arranjar trabalho. Nem se imagina então, uma mulher tatuada criar um filho, provavelmente ele vai ser um bandido quando crescer

A sociedade acha que meninas novas não são capazes de criar filhos. Apesar de já não ser nova, ouço muitas vezes na rua, ai coitada com uma bebé, devem ser os pais dela que a criam. Enfim...

 

O que a sociedade não faz ideia, é que independentemente da idade, de sermos casadas ou tatuadas, qualquer uma de nós vira leoa para defender a cria.

Ser mãe ultrapassa os limites e o improvável.

 

E ainda somos massacradas se não tivemos parto normal, se não amamentámos, e se não trabalhamos...

Para ajudar à festa ainda vêm as outras mulheres julgar-nos, fazem exactamente aquilo que a sociedade faz com elas. Quando deviam juntar-se e juntas lutar contra este tipo de preconceitos.

 

Sinceramente fico baralhada.

Não sei se o futuro que aí vem é retrógrado, ou se não vamos evoluir nunca.

 

Para mim ninguém tem de aceitar e tolerar, as coisas apenas têm de ser vistas como normais, e a sociedade aprender a viver com isso normalmente.

 

Sejamos casadas, solteiras, novas, velhas, tatuadas, sem tatuagens, tenhamos tido parto normal ou cesariana, amamentado ou nao, o que interessa é sermos felizes e fazermos os nossos filhos mais felizes ainda.

Por isso deixemo-nos de preconceitos!

 

Vamos lá andar para a frente com esta sociedade, que já merecemos.

 

Um beijinho❤