Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Mamã e a Xiquita

O blog que olha para a maternidade sem grandes filtros.

A Mamã e a Xiquita

O blog que olha para a maternidade sem grandes filtros.

16
Jun16

Visita aos avós

A Mamã

20160616_135142Hoje foi dia de visitar os avós maternos.E como sempre a Xiquita adorou! Quem não adoraria, ter alguém a encher-nos de miminhos, de beijinhos e ainda a fazer-nos rir.

Pois é, a avó como sempre fica toda babada, é a primeira neta, então podem imaginar, é um "Ai Jesus"! Ela dá-lhe beijos, mimos, dança com ela, salta, brinca de esconde esconde, enfim, faz as delícias da Francisca.Já o avô, pois põem-se a falar “bebezês” a língua da pequena. Eles lá se entendem, e que ela acha piada, ai isso acha! Lá deve pensar ela: “então mas este é um bebé grande?”.E claro, a mamã delicia-se a ver este rodopio de amor e alegria à volta da Xiquita.Não é fantástico vermos as pessoas que mais amamos, amarem-se umas às outras? Ver que os melhores pais do mundo, viraram os melhores avós do universo?Eu fico sem dúvida fascinada, e a Xiquita claro, deliciada!Como é convosco?Um beijinho nosso❤ 

16
Jun16

Medos de mãe

A Mamã

FB_IMG_1466033331673Medos, muitos medos. Logo eu, que antigamente só tinha medo de alturas! Vá, dizer medo é estar a ser meiguinha, eu tenho medo, pânico, pavor de alturas, aterroriza-me estar em qualquer sitio com uma altura superior a 15/20m.

Mas agora, desde que fui mãe, que de repente dou por mim com medo de tudo. Verdade!

Quando soube que estava grávida comecei a ter medo de tropeçar e cair, e perder a minha bebé.

Depois o nível do medo passou para: Será que vou ser boa mãe? Será que vou saber cuidar dela? Só o pensar que tinha de lhe dar banho, me fazia tremer, tinha medo de a deixar escorregar, de a magoar. Quando a Xiquita nasceu, o medo piorou. O primeiro que tive, foi o de morrer. Até aquele dia nunca tinha tido medo de morrer, hoje tenho pânico. Tenho medo de não ver a Xiquita crescer, medo de não estar cá para ela. A dor de pensar que a minha filha ia ficar sem mim, mata-me por dentro. 

E o medo de a perder? Esse deixa-me em pânico. A Francisca dorme a noite toda desde os 2 meses, mas eu não. E acho que nunca mais vou dormir. Eu acordo só para ver se ela está bem, se está a respirar. Não me consigo imaginar a perder a minha filha. E dói-me o coração só de pensar que há mães que já passaram por essa dor.

Vivo numa casa de dois pisos, pois digo-vos, ainda hoje tenho medo de descer as escadas com a Francisca ao colo. Tenho medo de cair.

Enfim... os medos são tantos.

Medo de não a saber educar, medo de falhar com mãe, medo de não lhe poder dar o melhor...

Mas acho que ser mãe é isto... viver cheia de medos!

E vocês mamãs também têm medos? Ou já aprenderam a lidar com eles?

 

Um beijo❤